Vida de Mãe - Nossa vida por um Filho

Queria começar explicando o meu sumiço repentino do blog.
Quem me acompanha no Face e no Instagram já sabe que a Manu foi para o hospital na terça feira depois de um susto que não desejo para nenhuma mãe passar.

Hoje escrevo de coração para contar tudo que aconteceu com ela pois graças a Deus, está tudo bem agora.

Na ultima terça feira a tarde, fui amamentar a Manu. Como de costume, amamento e coloco em pé no meu colo para arrotar.
Assim que ela ficou em pé reclamou um pouco e não arrotou. 
Continuei com ela em pé mas ela começou a chorar. Achei estranho pois ela nunca chora, digo nunca mesmo. Parecia um choro de cólicas pois ela estava com a barriguinha muito dura.
Na hora achei que seriam cólicas ou gases pois o intestino da Manu não funciona muito bem. 
Depois do choro ela começou a suar muito na cabeça, outro fator também estranho. 
Pensei ; ela esta com algum mau estar de dor de barriga...
Coloquei ela na minha cama, tirei a calça e a meia e deitei ela para fazer uma massagem na barriguinha. Ela voltou a chorar e um choro que nunca havia visto, um choro doído. De repente ela parou e ficou deitada, molinha, olhando para o nada.
Conversei com ela, ela não olhava para mim, não ria e começou a fechar os olhinhos como se fosse dormir.
Aí vi que tinha algo errado com ela.

Imediatamente liguei para a pediatra e coloquei a Manu no colo da babá. Ela continuava acordada, mas molinha, sem reação...parecia desmaiada mas com os olhos abertos.
De repente ela começou a ficar roxa, os lábios azuis... e eu ao telefone simplesmente surtei. Comecei a gritar  e tremer e a pediatra disse para eu ir imediatamente para o hospital.
Mas como assim? eu precisava fazer algo antes de ir para o hospital, não ia entrar no carro com ela assim.
Começamos a mudar ela de posição, fazer a manobra para desengasgar....mas ela não estava engasgada. Então o que seria aquilo Meu Deus!
Ela não voltava, continuava estática, com os olhinhos tristes, não reagia....e eu gritava, Manu pelo amor de Deus, chora, grita, acorda! Na confusão ninguem achava telefone de taxi e o porteiro disse que levaria a gente.
Eu não tinha condições de dirigir e meu marido trabalha em Cotia. Desci na garagem do meu prédio com ela nos braços e na tensão, o porteiro não conseguia ligar o carro. Sai correndo com ela , esqueci carro aberto, celular, e a primeira pessoa que vi na garagem implorei para me levar ao hospital.
Todo esse tempo a Manu continuava com aquela carinha estranha, estática, e eu pedindo para a babá ficar com o dedo na boca dela para caso fosse uma convulsão , não morder a lingua ou não parar de respirar.

Eu moro a 5 minutos do Einstein. Mas o caminho até lá foi uma eternidade por causa do show da Madonna. Eu só rezava e pedia a Deus para que ela continuasse respirando , pois para mim, ela estava tendo alguma coisa muito séria que na melhor das hipóteses, traria alguma sequela neurológica.
Descemos a milhão no Einsten e imediatamente a Manu foi atendida.
Ela ainda estava apática, parecendo não reconhecer ninguém, mas só de saber que ela estava respirando e já no hospital, pude ter um certo conforto.
O processo todo entre perceber que ela estava estranha e chegar no hospital foi por volta de 40 minutos. 

Nesse intervalo a Manu não reagia e algumas vezes parecia que ia desmaiar de vez.
Eu não sei explicar para vocês o que senti e choro escrevendo só de lembrar a dor que passei. Uma sensação de impotência frente a um filho, querendo salvá-lo, querendo dar sua vida por ele.... Um medo de perdê-lo, uma dor... Eu gritava, rezava, chorava... Dizem que nós devemos ter sangue frio para poder agir com tranquilidade e tentar ajudar. Mas como ter sangue frio nessas horas?? 

Então iniciou-se uma série de exames para descartar algo grave como problemas cardíacos ou de má formação, ou mesmo ter sido uma convulsão.
Não sei dizer em qual momento a Manu começou a voltar e parecer que estava normal. Mas demorou um pouco. Talvez quando a enfermeira colocou a agulha para colher sangue e ela chorou já me pareceu ser melhor que ficar apática como ficou na última hora. Mesmo assim, a Manu ultra sorridente e simpática não dava nem sinais que estava por perto.
So depois de dormir um pouco nos meus braços fazendo um eletro, ela acordou e esboçou um mini sorriso.

Meu coração transbordou de felicidade e mesmo ainda sem saber o que ela tinha, só de estar viva já era tudo para mim.

Até sair o resultado do ultimo exame eu ainda tive muito medo de ser algo grave. Passei a noite na semi intensiva com ela, e foi muito difícil para mim. Não preguei o olho, lembrava do que passei,e só chorava. 

Graças a Deus e a minha Santa Protetora Nossa Senhora de Fátima, nada grave foi encontrado. Não tivemos uma explicação concreta sobre o acontecido , e nesses casos a melhor das hipóteses passada pelos médicos é acreditar que foi um refluxo logo após mamar que gerou uma dor que fez com que a pressão caísse bruscamente.
Por isso ela suou, por isso ela ficou caidinha. E o fato de termos sacudido e deixado ela em diferentes posições para ver se recuperava os sentidos, talvez tenha dificultado ao invés de ajudar.

Afirmar que isso nunca mais acontecerá, não tem como. Pode voltar a acontecer como pode ter sido um episódio isolado que nunca mais volte.
Eu acredito em Deus e que ele protegerá a Manu. E estou trabalhando a minha cabeça para não ficar neurótica e achar que isso pode acontecer de novo a qualquer hora. Pois todos somos vulneráveis a ter um mau estar repentino em qualquer fase da vida.

Em breve contarei melhor como podemos ajudar em determinadas circunstâncias com os bebês e como preparar as pessoas que trabalham conosco em casa para saberem como agir em uma emergência caso a mãe não esteja por perto. Eu felizmente estava ao lado dela quando tudo aconteceu.

Mesmo ela estando bem, ainda estou muito abalada com o que passei.
Pois nas minhas andanças pelo corredor do hospital no mesmo andar que a Manu estava e na salinha infantil, me deparei com cenas de mães dando a sua vida para fazer um filho com câncer ou com problemas serissimos sorrir. Contando histórias, montando castelos, vestindo fantasias... isso me abalou demais. 
Queria que todas aquelas mães também tivessem alta e pudessem ir embora de lá com seus filhos nos braços como eu pude fazer.

Não poderia finalizar sem agradecer às dezenas de mensagens e orações que recebi pelo Instagram. Eu li cada uma delas e me senti muito confortada por mães que com certeza, também torceram pela Manu.

De coração, muito, mais muitoooooooooo obrigado. Desejo que todo o carinho e força que vocês me passaram volte em dobro para vocês! E que nossos filhos sempre tenham muita saúde. 
O resto não importa.

Agora é bola para frente, pensar em coisas boas e prometo muitos posts na semana que vem !

Um beijo enorme,

Katia, Manu, e é claro, a Bruninha. 
Meus tesouros!



| Categorias:

60 comentários:

  1. Li o seu relato extremamente emocionada....em lágrimas te escrevo, amiga !! Que susto, que sufoco, que medo, que pânico !!!! Não há de ser nada e que Deus abençoe sempre o seu lar e suas lindas filhas !!!!
    Vi ontem suas fotos pelo IG - e já acendi uma vela para do menino Jesus para proteger e dar forças a Manuzinha !!!!
    Sabe que pode contar comigo a hora que for .....beijos Mi e Vi

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus! Que desespero...
    Graças a Deus está tudo bem.
    O que desejo sempre para qualquer criança é saúde!
    Bjo.

    ResponderExcluir
  3. Ohhh querida... baita susto!
    Mas com a graça de Deus estão em casa e a pequena princesa Manu bem!
    Um beijo carinhoso e tente acalmar esse coraçãozinho de mãe!

    ResponderExcluir
  4. Katia Nossa! Até chorei Tenho certeza que agora tudo está bem com voces .... muita saúde para todos bjs Regina

    ResponderExcluir
  5. Nossa Kátia, só posso imaginar o seu susto. Graças a Deus está tudo bem. Fico aqui na torcida para ter sido um fato isolado e que a Manu ( e nem você) tenha que passar por nada parecido de novo. Muita saúde pra todos nós! Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que bom que tudo deu certo!Que vc,a Manu e a Bru fiquem bem! Bjs,Marcela

    ResponderExcluir
  7. Katia Nossa! Graças a Deu voce está bem ... Manu e Bruna ótimas em casa (fiquei com o coração na Mãe lendo seu relatório) bjs

    ResponderExcluir
  8. Graças a Deus está tudo bem!!! Chorei só de ler seu relato...não tem como não se emocionar!! Desejo mt saúde pra manu e pra toda sua família...tenha fé em deus, tenho certeza que isso não se repetirá!

    ResponderExcluir
  9. Que bom que deu tudo certo!
    E que a Nossa Senhora, proteja todos os nossos pitocos!
    um grande beijo

    ResponderExcluir
  10. Kátia
    essa situação deve ser assustadora!
    Fiquei com o corpo mole só de pensar.
    Mas, graças a Deus encontramos força para reagir por eles!
    Agora,tranquilidade e muitos beijos na pequena.
    BJ

    ResponderExcluir
  11. Katia, que bom que já está tudo bem com a Bruna. Não estava sabendo do acontecido até que vi um post seu hoje no Facebook, fiquei preocupada tentando imaginar o que tinha acontecido.
    Imagino o susto que você passou, quase chorei só de ler seu relato e imaginar...nessas horas a gente se coloca no lugar da outra mãe, né?
    Acho que se fosse comigo ficaria tão desesperada quanto você, sangue frio nessas horas é quase impossível pra uma mãe.
    Que Deus abençoe que isso nunca mais se repita, mas fica aí o alerta pra todas nós.
    Muita saúde pra Bruninha, pra Manu e pra você.
    Bjos
    Mari
    http://caderninhodamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. oi Katia, estou rezando pela sua familia. Bjs Patricia

    ResponderExcluir
  13. Katia, que bom saber que está tudo bem agora e que a Pequena já está em casa! Acompanhei seu caso pelo Insta e pelo face e sofri junto com você!
    Chorava lendo seu relato, me imaginando no seu lugar...
    Mas graças a Deus deu tudo certo e Nossa Senhora de Fátima estará sempre ao lado de vcs, os protegendo sempre!!!
    Bjs, Gisele

    ResponderExcluir
  14. Que sufoco, até chorei de ler... Graças a Deus está tudo bem com ela!!!! Deus é Grande! Beijos, Maitée (Alegresse no Instagram) e mãe da Giulia que irá completar 5 meses :)

    ResponderExcluir
  15. Katia,ainda bem q temos um Deus maravilhoso q tem um cuidado enorme por cada um de nós!!! Tenho uma bebê de 4 meses e imagino o desespero.Bjinho pra vcs e pra Manu.

    ResponderExcluir
  16. Oi Katia, leio o seu blog desde que descobri que estava gravida...Ja li tudo e ADORO!! Li seu relato com lagrimas
    nos olhos, mas graças a Deus está tudo bem com a Manu!!! Minha avó estava no Einstein ontem tb e eu fui visita-la!! Quase fui ver vc e a Manu, mas acabou passando!!!
    Mas o mais importante é que passou e que vcs estão em casa!!! Que o anjo da guarda esteja sempre com a Manu!!! E com a Bruna tb....hehe
    Bjs
    Paula

    ResponderExcluir
  17. Oi Kátia!
    Passei por uma situação muito parecida, talvez quase igual a sua. Lendo o seu texto foi como um filme que já havia assistido e sei exatamente como você se sentiu. Depois desse episódio deixei a bebê dormindo no meu quarto por uns dias, porque fiquei meio neurótica, mas o tempo é o melhor remédio mesmo. A medida que vão crescendo, vemos o desenvolvimento e a capacidade de se safarem de algumas situações que antes ainda não tinham como reagir, talvez pela imaturidade do sistema nervoso. Devemos sempre pedir a Deus pela saúde dos nossos filhos e que Nossa Senhora os protejam. Beijos, Denise.

    ResponderExcluir
  18. Katia, tenho uma filha c 2 dias de diferença para a Manu. Acompanho o teu blog sempre. Sou super fã. Estou com o coração apertadinho do post de hoje. Que desespero... Ainda bem q esta tudo bem e q deu tudo certo...Um grande bjo de carinho e cumplicidade. Tenho certeza q nao se repetira mais.
    Paula Frizzo

    ResponderExcluir
  19. Oun gente que aflição! Que susto hein Manu! espero que tudo esteja bem agora muita saúde pra vcs. Agora fiquei curiosa com uma coisa e a Bruninha no meio dessa confusão? Como reagiu?
    Beijos pras três, sucesso!

    ResponderExcluir
  20. Katia querida,

    Que susto horrivel. O Lucas tb teve um episodio de alergia com um peixe que comeu que foi horrivel. Os piores momentos da minha vida. Ainda bem que aqui tem 911. O telefone nem toca e ja tem alguem do outro lado da linha. Além da ambulância chegam os bombeiros. Uma coisa. Também tive que passar uma noite com ele no hospital por conta de um possivel rebound da reaçnao alérgica e foi horrível. Choro de criança a noite toda pelo corredores...muito triste mesmo.
    Como vc bem disse, saúde é a UNICA coisa que importa.
    bjos em vcs

    ResponderExcluir
  21. Oi Katia. Muita saude e luz para vcs. Deus abencoe vcs. As vezes nao entendemos os acontecimentos, mas a dor nos faz crescer e amadurecer buscando forcas em lugares inimagináveis. Bjos Fernanda

    ResponderExcluir
  22. Katia, imagino o que vc deve ter passado , so de ler eu chorei e me arrepiei toda imaginando sua situacao.
    Gracas a Deus nao foi nada, foi como vc disse um mal estar
    Mta saude e mtas bençaos apra vc
    xoxo
    Renata

    ResponderExcluir
  23. Que Deus continue derramando suas bençãos e misericórdia sobre a sua vida e da sua família. Confie sempre no Senhor, o autor das nossas vidas.

    ResponderExcluir
  24. Nossa...CHOREI!!!
    Caio é 2 semanas mais novo que a Manu.
    4 dias depois do parto eu tive uma trombose e fiquei internada, Caio com quase 2 meses ficou internado com infecção urinária devido a fimose...
    Mas lendo tudo isso senti um desespero enorrrrme.
    Só sendo mãe p saber!!!!
    Manu vai ficar bem...aposto que foi só essa vez!!!!
    Carol

    ResponderExcluir
  25. Graças ao bom deus a manu esta bem!!! Sei bem o que você passou, é uma mistura de impotência, ansiedade, desespero e vontade de ser racional!!
    Passei por isso tb!!! 1 dia depois de sair da maternidade com meu bebe, sendo mãe de primeira viagem, me deparei com uma situação parecida!!!
    Cheguei em casa as 06:00 da manha, meu bebe perdeu mto peso na maternidade pois meu leite nao descia e eu tentar amamentar sem dar complemento( hj vejo o quanto isso me fez mal) tentei forcar so no peito!!! As 18:00 senti meu filho molinho, apático e com os olhos estáticos, tentando manter a calma liguei para o meu marido e ele disse é sono profundo, normal !!! Mas mãe e mãe neh!!! Insisti e fomos para o hospital!!! O Davi estava com hipoglicemia!! O medico logo analisou deu complemente, e uns 40min o Davi estava bem e estávamos voltando pra casa!!! Um susto!!! Mas hj procuro nao me lembrar e sempre segui agindo normalmente com ele sem cuidados excessivos, neuróticos devido ao acontecimento!!!
    Difícil mas devemos ser racionais nessas situações neh!!
    E que deus abençoe nossos filhos com mta saúde e a nos com mta sabedoria

    Bjos
    Gabriela

    ResponderExcluir
  26. Katia, graças a Deus está tudo bem!
    Leio seu blog desde a minha gestação e meu filho está com 3 meses.
    Não consegui conter as lágrimas ao ler esse post. Não posso imaginar a dor que você sentiu.
    Conte com as minhas preces. Que esse susto tenha sido um episódio isolado e não volte a acontecer.
    Bjo
    Erika

    ResponderExcluir
  27. Katia, não tem como segurar as lágrimas ao ler o que vc passou, principalmente quem já é mãe.
    Que Deus abençoe muito vocês e que Nossa Senhora sempre passe na frente protegendo sua Manu.
    Fico feliz por estar tudo bem agora!
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Katia, estou muito emocionada com seu relato! Meu bb tem 3 dias de diferença pra Manu e eu nem consigo imaginar o seu tamanho desespero! Acompanhei pelo instagram e rezei muito por vcs! Só quem é mãe sabe a dor q é ficar com a sensação de impotência diante de um susto enorme desses. Mas Graças a Deus foi só um susto! Muita saúde pra sua linda família!!! Bjss

    ResponderExcluir
  29. Katia, o Gu me deu um susto parecido, logo após uma mamada. No meu caso, não tinha colocado-o para arrotar e naquele dia ele estava malzinho devido as vacinas q tinha tomado. Ele ficou branquíssimo, com a boca roxa, chorava eu e meu filho. Tbm liguei pra pediatra, mas não tinha muito o q fazer pois eu vi q tinha engastado pq foi a única vez na vidinha dele q ele regurgitou. Enfim, sofri, chorei, gritei e acho q uma mãe não consegue raciocinar nesses momentos, e com tudo que a gente faz, conseguimos da nossa maneira, com ajuda de Deus, salvar nossos preciosos. Ai ai, que alívio né? Muita saúde para todas as crianças desse mundo! Que estejam sempre protegidas pelos seus anjinhos da guarda. Bjs

    ResponderExcluir
  30. Ops, esqueci de assinar ;-) Heloisa! Bj

    ResponderExcluir
  31. Katia eu sei bem o que vc passou, pois aconteceu o mesmo com a Mel e ela tinha apenas 7 dias de vida, a única diferença foi o tempo, com a minha baby foi mais rápido, mas a explicação que me deram no hospital, queda de glicose...
    Tbém agradeço muito por estar perto quando este mal aconteceu e foi por Deus, pq era um dia mega frio, ela estava de luvinhas, gorro e enroladinha na manta e minha mãe insistiu em trocar a fralda naquele momento, e quando tiramos a roupinha, ela estava toda roxinha, mãos, pés, pescoço, depois amoleceu...
    Felizmente nunca mais teve nada!
    Bjos e fiquem todas bem!!!
    Ro

    ResponderExcluir
  32. Nossa Kátia, que susto. Acompanho sempre vcs, e graças a Deus não a Manu está bem agora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Kátia
    Chorei ao ler seu depoimento. Quando nos tornamos mãe somos solidárias às alegrias e aflições de todas as mães. Desde que li aqui o acontecido com a Manu estou em orações a ela e a toda a sua família. Com a graça de Deus isso nao acontecerá mais. Vc merece receber muitas bênçãos pois divide conosco muitos aprendizados e isso é maravilhoso, dividir o melhor de nós. Bjao grande, fiquem com Deus. Flávia Lordello

    ResponderExcluir
  34. Nossa Katia, que desespero. Que bom que agora tudo está bem. Peço muito a Deus que dê saúde para nossos filhos, acho que isso eh o mais importante. Fiquem com Ele! Beijos!

    ResponderExcluir
  35. NOSSA QUE SUSTO,AINDA BEM QUE PASSOU E VCS ESTÃO BEM.
    QUE DEUS OS ABENÇÕES MTOOO...
    BJO

    ResponderExcluir
  36. Que bom que está tudo bem. Minha filha tem 7m e desde que ela nasceu fiquei com muita sensibilidade para histórias como a sua. Muito triste, me fez chorar no trabalho. Que Deus nos protega e faça com que sejamos fortes nesses momentos.
    Angela

    ResponderExcluir
  37. Mesmo sem ser mãe, imagino o seu sofrimento! Quero deixar aqui meus votos de felicidades e MUITA saúde a Manuzinha,a Bruna e a toda a sua família. Realmente isso é a unica coisa que importa!

    ResponderExcluir
  38. Camila - Mamãe da Julia7 de dezembro de 2012 05:06

    Tenho certeza que qualquer mãe se emocionou muito lendo o seu relato pois dói demais só de imaginar um filho em situação de risco... Fico feliz que tudo está bem. E seu comentário sobre preparar as pessoas que trabalham conosco para essas situações também é muito valioso e com certeza algo a se colocar em prática! Bjs

    ResponderExcluir
  39. Nossa Kátia, lendo chorei, imagino vc o quanto sofreu...Mas Deus é pai e há de proteger seus anjos e Nossa Senhora das Graças há de cobri-las com seu manto sagrado! Grande beijo sua fã Rose.

    ResponderExcluir
  40. Nossa Kátia, lendo chorei, imagino vc o quanto sofreu...Mas Deus é pai e há de proteger seus anjos e Nossa Senhora das Graças há de cobri-las com seu manto sagrado! Grande beijo sua fã Rose.

    ResponderExcluir
  41. Nossa que susto. Mas graças a Deus está tudo bem e sua filha pode ser socorrida e atendida por bons médicos. Recém nascida minha filha se engasgava com muita facilidade, devido ao refluxo severo. Na primiera vez que realizamos primeiros socorros eu e meu marido não acreditávamos que tinhámos resssuitado noss a filha. Gostaria muito que fosse mais divulgado os primeiros socorros em bebê, pois se fala em tantas coisas. Até nos cursos de gestantes, pouco se fala sobre isso. E é tão importante, pode salvar uma vida e uma família. Pois isso tudo abala a todos. Força para vc e sua família. E graças a Deus que está td bem. Abraços carinhosos.

    ResponderExcluir
  42. Meu Deus, só de ler o que você escreveu e pensar que pode acontecer comigo, eu entro em pânico. Como você disse não dá para evitar esse tipo de situação, mas eu penso nisso toda hora. E se acontecer alguma coisa com meu filho, eu não sei qual será minha reação, será que eu vou salvar ou piorar a situação?! Eu morroooo de medo, rezo muito para que não aconteça, mas que se acontecer eu tenha a melhor reação possível. Eu vou amar se você fizer um post sobre primeiros socorros de bebês, eu sempre procuro ler, me informar sobre isso, acho muito importante. Mas que bom que deu tudo certo com você e que foi só um susto! Deus abençoe vocês.

    ResponderExcluir
  43. Olá Katia...estou muito feliz em saber que a Manuzinha já está bem...graças a Deus!! Desde quando fiquei sabendo pelo Instagram, não tenho parado de pensar em vocês, em pedir a Deus que ela ficasse bem...Também passei por esse mesmo processo há uns 20 dias atrás...tenho um filhinho (Miguel) de dois meses e meio....ele estava em seu bercinho acordado, olhando para o móbile, todo sorridente, falando angu....e eu do ladinho dele....de repente percebi que ele ficou meio estranho....quis dar uma choradinha, aí eu o peguei, comecei a conversar com ele, nisso ele foi ficando molinho, fechou os olhinhos, ficou pálido, seus labinhos sem cor nenhuma....entrei em choque na hora......eu dei um assopro em seu rostinho, fiz massagem no peitinho dele, totalmente desesperada....e nada do meu Miguelzinho voltar......comecei a gritar como uma doida pedindo socorro....que desespero ver meu filhinho desfalecido em meus braços.....não tinha o que fazer, na hora entrei em choque, me deu uma tremedeira, comecei a implorar a Deus que nos socorresse, que não levasse meu filhinho com ele....meu Deus, choro só de lembrar daquele dia....aos poucos, numa questão de minutos ele foi voltando...melhorando.....PARECIA QUE NÃO TINHA ACONTECIDO NADA....liguei para meu marido que veio imediatamente e fomos para o hospital, ele ficou internado por dois dias e meio, fez vários exames de sangue, eco, e graças a Deus não deu nada.....os médicos não sabem dizer ao certo o que aconteceu....pode ter sido uma convulçãozinha...ou só um mal estar mesmo...encaminhou para que fizesse um eletroencefalograma, para descartar qualquer hipótese....vou levá-lo para fazer agora no final do mês.....MAS SE DEUS QUISER NÃO VAI DAR NADA!!! Meu Deus, por vários dias eu não conseguia dormir, ficava olhando ele dormir com medo que fosse dar novamente....mas graças a Deus não deu mais nada.....E SE DEUS QUISER E ELE QUER, NÃO VAI ACONTECER DE NOVO COM A MANU TBM!!! Bjos querida! Fiquem com Deus!!!

    ResponderExcluir
  44. Katia, sei um pouquinho do que você passou pois tive minha Manoela há 32 dias e com 4, depois que voltamos da maternidade tivemos que fazer uma internação de emergência pois ela estava com um nível alto de icterícia, infecção de urina e estava há mais de 30 horas sem fazer xixi. E na internação ela perdeu peso progressivamente. Mais de 20% do que ela nasceu em 1 dia e meio. Fora que ela teve uma crise de hipoglicemia pois eu tinha (e sigo tendo) baixa produção de leite.

    Mas Deus sabe de tudo o que se passa em nossos corações de mãe e nos dá conforto e uma força de leoa que não conhecemos para lutarmos por nossos bebês.

    Fico muito feliz que Deus tenha te abençoado com a graça da saúde da sua Manuela e tenha certeza na Sua magnitude de que nada mais irá acontecer.

    ResponderExcluir
  45. Meu Deus, Como Mae, chorei ao ler teu relato... Que Deus proteja nossos filhos...

    ResponderExcluir
  46. Meu Deus, Como Mae, chorei ao ler teu relato... Que Deus proteja nossos filhos...

    ResponderExcluir
  47. Graças a Deus tudo deu certo! Não há tesouro mais valioso que o sorriso de um filho...

    ResponderExcluir
  48. Nossa, Kátia, me arrepiei só de ler. Acompanho você aqui no blog e no Insta, quando comentou lá, fiquei super preocupada, parecia que estava falando de uma sobrinha!
    Graças a Deus foi um susto e não se repetirá. Nem consigo imaginar o desespero que deve ter passado.
    Continuarei orando ;) Bj

    ResponderExcluir
  49. Francine Mekitarian7 de dezembro de 2012 17:38

    Nossa, que situação Katia :(( graças a Deus está tudo bem com vcs agora :))

    ResponderExcluir
  50. Katia, fiquei muito emocionada e com o coração apertado lendo seu depoimento!

    Que Deus proteja nossos pequenos!

    Fico muito feliz que a Manu estaja bem!

    Saudades
    Beijos
    Tali
    www.liten.com.br

    ResponderExcluir
  51. Nossa, lendo seu post fiquei com um nó na garganta tão grande, que imagino o que vc passou.

    Pelos nossos filhos damos a vida e tudo mais que for necessário.

    Graças a Deus que esta tudo bem com a Manu. Que o Senhor continue protegendo este anjinho.

    ResponderExcluir
  52. Chorei aqui lendo seu depoimento pois passei por um sufoco também com meu bebe recentemente e sai correndo com ele para o hospital e no desespero arrastei toda a lateral do meu carro na garagem. Eu dirigia e gritava.... Foi um verdadeiro horror. Graças a Deus ficou tudo bem depois mas e um susto terrível que preferimos esquecer. Desejo toda saúde do mundo pra sua pequena e se Deus quiser foi só uma queda de pressão que não vai mais voltar. Um grande beijo, Dani

    ResponderExcluir
  53. Katia acabei de ler seu emocionante depoimento...chorei muito...tenho uma filha de 27 dias, e com 4 dias de vida foi internada ás pressas pois vomitava sangue...após um parto d alto risco e ainda naquela fase dos primeiros dias quase infartei, meu leite secou, mas graças ao nosso Maravilhoso Deus, ela está bem!! Fiquei uns 10 dias em estado de choque, chorando muito, mas celebrando a vida todos os dias! Que Deus as abençoe abundantemente!! Bjos e força que o pior passou, agora é celebrar a vida! Bjos Aline

    ResponderExcluir
  54. Katia que papai do céu proteja suas Pequenas! Estou com a minha dormindo do meu lado,um beijo carinhoso e boa noite

    ResponderExcluir
  55. Katia,
    Acompanho seu blog quase que diariamente.
    Embora eu nunca tenha postado nada (acho que por timidez, falta de hábito, sei lá! Rsss), admiro muito seu trabalho, aliás é uma verdadeira arte...a arte da entrega...a arte de dividir conosco um pouco da sua vida e de sua família!
    Fiquei muito emocionada ao ler seu relato. Realmente só sendo mãe para entendê-la e hoje - após 45 dias do nascimento da minha primeira filha - a compreendo muito bem.
    E seguindo seu conselho de bola pra frente, queria te agradecer e dizer que vc é o meu oráculo! Planejei todo o meu enxoval com base nas suas "Dikas", viagem ao exterior, quarto do bebe, lembrancinhas...vc sempre alto astral e cheia de ideias e dikas. Cheguei ao ponto de te ver uma vez na Zazou e ficar com a sensação de que te conhecia há muito tempo...só mesmo ao chegar em casa me toquei de onde era! Praticamente um "big Brother"...a gente se sente íntima sem sequer se conhecer!
    Oráculo Kátia, que o ocorrido seja um fato isolado e que Deus continue abençoando vc e sua família! Valeu por todas as "dikas"! Bjs
    Pati Freitas

    ResponderExcluir
  56. Puxa, Ká, que susto!! Graças a Deus a Manu está bem e não foi nada grave. Que Deus a proteja e te ajude a superar a marca deixada por esse momento!! Receba um abraço carinhoso! Um beijo, Patricia Leung.

    ResponderExcluir
  57. Katia do céu.. Fiquei desesperada só em ler o seu post, imagina você passando por tudo isso... Graças a Deus sua bebe está bem e com certeza foi um fato isolado que não vai mais acontecer... Realmente é muito dificil ser racional nessas horas, o desamparo e o desespero tomam conta da gente... Mas no fim acaba ficando o aprendizado e o fortalecimento... Muitas saúde para vocês... Vanessa Almeida

    ResponderExcluir
  58. Katia imagino seu desespero, sou mãe de 2 jóias, Manú 2 anos e 6 meses e Dudu 5 meses. Como Pediatra, sempre na minha primeira consulta ensino mãe e acompanhantes manobras em caso de engasgos e no seguimento algumas outras dicas de emergências. Para todas as Mamães aproveitem esse caso e peça para seu pediatra ensinar primeiros socorros, pois as vezes, em uma consulta de rotina temos tantas dúvidas que o pediatra pode acabar esquecendo!! Bjos nas meninas!! Karina Frade

    ResponderExcluir
  59. Katia,

    Passei pelo mesmo sufoco em dezembro! exatamente como vc descreveu. Mas eu não estava em casa. A babá me ligou dizendo que a Thais estava morrendo! Foi terrível.
    No final das contas, depois de todos os exames neurológicos, cardíacos, abdominais e de sangue nada especifico foi constatado...
    Até que em janeiro foi diagnosticada com APLV.
    Acredito que, na ocasião, o que ela teve realmente foi uma crise de dor muito intensa causada pela alergia.
    Ela depois apresentou outros sintomas, mas os médicos e nos aqui em casa demoramos a associar ao leite.
    Enfim, boa sorte com a pequena.
    Ligia

    ResponderExcluir
  60. Ah Katia,
    estou no trabalho e tive que ler um paragrafo, parar por um bom tempo, voltar a ler...
    Me emocionei muito, nem consigo imaginar o que você sentiu.
    Ainda bem que ela está melhorzinha!

    Beijos ;)

    ResponderExcluir

 
Minhas diKAs Baby © Copyright 2011 | Design por Katia Ouang. Codificado por Delikka.