Vida de Mãe - Viajar sem os filhos - Ir ou não ir?

Quem me acompanha no Instagram já sabe que viajei no final de semana passado sem as minhas filhas. Desde então recebi vários emails pedindo para contar como foi.

Já havia tido uma experiência antes, que foi quando a Bruna tinha 8 meses e eu passei 6 dias fora, e agora 2 anos depois, deixando as duas por 3 dias.

Da primeira vez foi tranquilo. Eu consegui desligar, aproveitei, a Bruna ficou super bem e nem sentiu.

Mas dessa vez não foi fácil, deixar duas é diferente. 
Pensei e repensei inúmeras vezes antes de decidir.
Pois sou o tipo de mãe que não consegue ficar 2 horas longe de casa sem telefonar mil vezes ou me preocupar com algo que possa acontecer. 
E mesmo as meninas ficando com a minha mãe, pessoa que mais amo e confio no mundo, eu não consigo relaxar 100%. Sempre acho que elas irão sofrer, irão sentir, que ninguém saberá entender um choro delas como eu....
Fora a logística de cuidar de duas que tem necessidades e horários diferentes.
Se já é difícil para mim com a ajuda de uma babá de segunda a sexta, imagina para a minha mãe!

Procurar a hora certa para viajar é algo que não funciona. Com duas então, esquece! Sempre um deles poderá ficar doente, pegar uma virose, cair e se machucar... 
Como diz a minha mãe; Não planeje nada com muita antecedência e nem crie muita expectativa, pois com filhos a gente não consegue saber como será daqui a meia hora!

Então marque a sua viagem e tente se organizar e deixar a rotina dos filhos estruturada para continuar funcionando sem a sua presença.

Eu precisava muito desse tempinho. Sabe quando você quer apenas alguns momentos para desligar e lembrar que você existe, que seu casamento existe e que você pode se arrumar um pouco, soltar o cabelo, usar um salto e tomar algumas taças de vinho em um restaurante sem hora para ir embora ???

Eu estava no meu limite, não só o cansaço físico por cuidar delas, mas cansaço por ter trabalhado um absurdo esse ano sem parar, e sem tirar a cara do computador. Claro, é maravilhoso ter muito trabalho e eu agradeço a Deus todos os dias, mas já estava no ponto que precisava respirar novos ares para poder reciclar as idéias e voltar com pique total. 
E é claro, precisava de um tempinho que fosse com o meu marido para passear , sair para jantar, me arrumar e curtir um pouco nós dois. 
Afinal pensar só um pouquinho em nós mães de vez em quando não faz mal não?!

Eu estava mais encanada em viajar não tanto pela Manu, pois eu já havia tido uma experiencia de deixar um bebê com 8 meses e de fato eles não sentem tanto, mas sim pela Bruna . Essa com certeza sentiria demais. 
Por isso optei viajar em uma quinta no almoço e voltar domingo a tarde, assim eu ficaria 2 dias inteiros apenas sem vê-las. 

Eu estava ultra animada, não via a hora de ir. Mas quando chegou na véspera depois que as meninas foram dormir, começou a me dar uma agonia, uma culpa, que quase desisti. Quando fui dar o leite da Manu as 23 hs e vi ela dormindo, tão pequena, tão bebê e tão grudada a mim eu pensei; tadinha, o que ela vai pensar amanhã quando não me ver ou quando não for eu quem trouxer o seu leite?

Pronto, nem preciso falar que chorei feito uma doida e não estava achando mais graça nenhuma na viagem. Fora a nóia de pegar um avião que também me deixa super nervosa.

No dia seguinte deixei a Bru na escola e como não gosto de mentir eu disse: Bru, a mamãe vai viajar, a vovó vai pegar você hoje e logo logo a mamãe volta tá? e ela disse: Mamãe, eu não quero que você vá, a Bruna pode ir junto?
E então mais um motivo para a boba e emotiva aqui chorar na porta da escola, isso por causa de 2 dias que ficaria sem vê-la...
Em seguida fui para casa me despedir da Manu e aí sim eu me acabei em lágrimas. Pois ela só abria aquele sorrisão de sempre sem entender nada,o que me fazia me sentir mais culpada em deixá-la. 

Então minha mãe disse; Vai tranquila, você sabe que suas filhas são minhas filhas. Tente aproveitar...

E eu prometi que não ia mais chorar.

Mas acho que não passei mais de 1 hora sem mandar um texto perguntando como elas estavam, se elas comeram, se dormiram....

E no  final o saldo foi mais do que positivo. 
A viagem foi ótima. Consegui descansar um pouco, dormir até mais tarde, tomar um vinho, curtir o marido, passear... mas confesso que no terceiro dia eu já estava angustiada de saudades e parecia que estava fora há 1 semana!
Como rendem os dias sem as crianças!

Porém foi só eu saber que a Manu estava febril que pronto, já queria voltar, não consegui dormir mesmo sendo a última noite e liguei para minha mãe o tempo todo. Sabe quando você começa a encanar que ela vai piorar, que vai precisar de mim... E então eu não via a hora de estar em casa.

Viajar é muito bom, mas nunca mais será igual a quando você não tinha filhos. A toda hora você olha no relógio e pensa neles; 
Será que elas acordaram bem? 
Agora elas devem estar almoçando... 
Será que tomaram o remédio?
A essa hora elas estão vendo o filminho...
Fora que qualquer criança que você veja na rua já pensa nos seus, quer comprar um monte de presentes... tudo lembra o tempo todo!

Para minha surpresa a Bruna que era minha maior preocupação, ficou ótima. Falou comigo no telefone, não chorou , me viu no Skype e entendeu que logo eu voltaria... e a Manu que eu achava que não sentiria, ficou super caidinha.

A volta para casa foi marcante. 
A carinha de cada uma delas quando me viram foi algo que nunca mais vou esquecer. A Bruna me abraçava e pulava, e a Manu estendia os bracinhos e gritava, como se não acreditasse que eu estava ali. E isso me deixou ainda mais emocionada.


Eu tinha planos de viajar de novo com o meu marido no final do ano por uns 6-7 dias. Desisti de vez.
Também tinha planos de levar só a Bruna para a Disney e deixar a Manu com a minha mãe, e também desisti de vez.

A real é que quem sofre nessa separação com viagens somos nós mães. Os filhos podem até sentir , mas nada que seja traumático ou que alguns minutos conosco depois, não apague a ausência de poucos dias.

Acho que nesse momento, eu não estou preparada e estruturada emocionalmente para ir de novo. Elas são muito pequenas e eu quero estar por perto. 
Estão na fase de ficarem muito doentes, se não é uma, é a outra. Dá muita angústia deixá-las.
Talvez quando elas entenderem mesmo a situação, forem um pouquinho maior, brincarem entre elas e quererem de fato  ficar na casa da avó por livre e espontânea vontade, eu consiga ir tranquila. Acredito que isso só daqui uns 2-3 anos, nada que eu não possa esperar para ter a minha tão sonhada 2a  Lua de Mel!

Mesmo assim, continuo achando mais do que necessário e até questão de sobrevivência para o casamento ter um tempo só para o casal. E para isso viajar é excelente e eu mais do que recomendo.
Tenho amigas que viajam 10-15 dias com o marido todo ano e largam os filhos numa boa, por outro lado tenho amigas que só viajam com todos juntos e que levam bebês de poucos meses em voos de mais de 12 horas para não deixa-los.

Eu não sou exemplo para ninguém e acho que sou neurótica e super protetora demais até... Então hoje foi mais um relato da minha experiência, e não do que acho ideal.Descobri que sou o tipo de mãe que precisa ficar na sua zona de conforto para não sofrer, e isso é o ideal para mim.

Por isso hoje se eu viajar sem elas, é para no máximo 1 final de semana. E já está ótimo para mim.
E Disney, só com a familia toda junta! Então acho vamos esperar até a Manu crescer mais um pouquinho...

E vocês, já viajaram sem os filhos pequenos, como foi a experiência???
Alguém foi para a Disney com 2 crianças com menos de 3 anos?

| Categorias:

26 comentários:

  1. oi Katia, tudo bem?

    Na primeira vez que fomos para a Disney o meu mais velho tinha 3 anos e 5 meses e a mais hoje (na época, hoje a do meio), tinha 1 ano e 8 meses.
    Todo mundio dizia que era loucura, um absurdo levar uma criança tão pequena, que eu devia deixar a menor, etc, mas como ela só pagava uma parte ínfima do aéreo e nada mais, bati o pé e disse que só íamos se fossemos todos juntos.

    Quer saber, foi a melhor coisa que fizemos. A viagem foi ótima, as crianças (até a pequena) aproveitaram à beça. A mais nova, que falava super pouco, voltou cantando até musicas de natal em inglês (fomos no Natal e voltamos em meados de janeiro). Super valeu a pena. Quando voltamos depois, a menor já estava com 3 anos e vc sabe que ela se lembrava de várias coisas (no dia da Parada Noturna da Disney houve um problema com o cabo de aço que leva a Sininho e ela não cruzou o céu sobre o castelo da Cinderela. Óbvio que nós não lembrávamos deste detalhe mas a Maria Clara, na hora, perguntou pq a Sininho não tinha voado daquela vez.) Ficamos surpresos dela se lembrar. Criança assimila tudo e a Manu vai aproveitar muito, vc pode ter certeza.

    Em janeiro vamos voltar e a caçulinha de agora vai estar com quase 1 ano e 8 meses também. Tenho certeza de que todos vão aproveitar muito. Dou o maior apoio para vc ir com as duas, viu.
    Ah, e antes dos 3 anos as crianças não pagam praticamente nada.
    beijos,

    Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Fe! adorei saber. Eu sonho com o dia que vou levar a Bruna!
      Obrigado pelas dicas!
      bjs

      Excluir
  2. Camila - Mamãe da Julia8 de maio de 2013 10:37

    Oi Kátia!

    Confesso que vi suas fotos quando estava na Argentina e me deu uma pontinha de inveja, meu Deus quanto tempo faz que não faço isso??? Eu sei a resposta, 2 anos e mais a gestação..rsrsr
    Eu e meu marido somos daqueles que quando precisam urgentemente trocar o sofá da sala, acabam comprando uma poltrona nova, só que no avião... Sempre privilegiamos nossas saídas e férias e depois da nossa Juju, tudo mudou. Ainda não saímos sozinhos para viajar, o máximo foi 1 dia longe e voltando no dia seguinte, mas já estamos planejando nosso aniversário de casamento e com certeza dessa vez vai!
    Por outro lado, desde pequena carrego a Ju comigo pra qualquer viagem. Comecei quando ela tinha 6 meses e fizemos nossa primeira viagem de avião com ela e foi bem tranquilo. Aí com essa experiência, perdi o medo de trechos curtos e viagens de até 3 horas já estavam na rotina e então nessas férias decidimos que era a hora de cruzar o Atlântico. Encaramos 12 horas de vôo + 1 parada de 4 horas + 4 horas de vôo para chegar em San Francisco... Foi bem cansativo pra mim, pois ela no colo o tempo todo é punk mas ela Graças a Deus e aos anjos dormiu quase o trecho todo. Ficamos 15 dias na California e não podia deixar de ir na Disney lá e te conto que mesmo com 2 aninhos ela curtiu sim, ficava encantada vendo a Minnie e todos os personagens, dançava com as crianças nos brinquedos, cansava, pedia colo mas sim é possível aproveitar a Disney com eles pequeninos. Lógico que a logística é outra e com o mesmo tempo a gente acaba fazendo metade das coisas pq eles tem o tempo deles, mas tudo valeu a pena e faria tudo de novo. Mesmo que ela não lembre, a experiência de novas culturas é sempre enriquecedora e tiramos muitas fotos para ela sempre ver quando tiver vontade ;)
    Da minha parte, não tenha medo, vá e aproveite!

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida! eu super admiro quem leva o bebe junto, eu nao tive coragem pois a Bruna sempre foi muito espivetada! ela é um moleque! ficamos com medo do voo ser terrivel sabe?
      beijos em vc e na fofinha da Julia

      Excluir
  3. Oi Katia,
    Parabéns pela coragem!!
    Acho que se fosse comigo também ficaria igual a você!
    Meu bebê tem 7 meses e essa semana voltei ao trabalho e estou pela hora da morte. Estou me sentindo muito mal, como se eu estivesse abandonando meu bebê. Não consigo parar de pensar nele um só minuto, não consigo me dissociar dele sabe? Tem sido muito difícil!
    Pensar em viajar sem ele é algo que nem passa pela minha cabeça. Por enquanto só penso em viajar em família. Ainda não vaijamos com nosso bebê, e tenho sonhado com esse momento, acho que será maravilhoso!
    Eu e meu marido só conseguimos um tempinho para nós quando o nosso bebê dorme. Essa semana que comecei a trabalhar tenho ficado tão cansada que nem tenho conseguido dar muita atenção ao meu marido.
    Em fim, acho que devemos fazer aquilo que nosso coração manda e aquilo que nos faz sentir melhor.
    Parabéns pela mãe maravilhosa que você é :)

    ResponderExcluir
  4. Katia sou muito igual a voce, estou impressionada. Meu bebe tem a idade da Manu e eu tenho uma viagem para fora com o marido por 5 dias, daqui a alguns dias..a bebe fica com minha mae. Até a nóia de aviao eu tenho igual, risos. Estava quase desmarcando, depois de ler seu post, vou desmarcar com certeza, vai ser muito angustiante. Bjs para vc e para as pequenas fofas. Re.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Re, pelo amor de Deus, nao quero que voce desmarque! Quando foi so a Bruna foi otimo.
      AProveite a viagem. Eu que sou muito chata mesmo... e com duas é muito diferente.
      Vai sim, vc vai ver como vai ser bom para voce e seu marido.
      Quando a gente muda de ares é otimo.
      E deixar com a sua mãe com certeza é a melhor coisa.
      Depois conta para nos a experiencia!
      Bjs

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Katia
    Temos 2 filhos quase da mesma idade, tenho o João com 2a e 10m e a Manuela com 10m ! Qdo o João tinha 10m fomos sem ele para Punta Cana, com uma turma de amigos. Foi ótimo, me fez mt bem sabe !!! Mas desde entao nao tive coragem de deixa-lo mais, pq eu acho q ele sentiria !!! Ano passado o levamos a Disney com 1a e 7m e foi mt tranquilo, ele se comportou super bem ! Agora dia 01 iremos novamente, desta vez com a Manuela junto !! Me preocupa mais o vôo, ela nao dormir e incomodar os outros...mas fora isso nem penso mt, pq acho q será tranquilo !!! Acho q nao há lugar melhor no mundo pra levarmos nossos filhos...acredito q a Manuela ira curtir mt, mesmo q do jeito dela !! E o João nem se fala !! Quando voltar te conto minha experiência !!!
    Beijos
    Fernanda

    Ah ! Nao sei mais o q fazer, a Manuela acorda varias vezes de madrugada...nao é fome sabe, é Nina-la um pouquinho q ela dorme de novo...tentei deixa-lá chorando um pouco mas nao agüentei !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois conte como foi a viagem, e o voo!!!
      quando a acordar...a minha Manu só agora começou a nao acordar mais, mas nunca tirei do berço.
      É dificil, mas faça o que seu coração mandar.Nao sao todas as mães que conseguem deixar chorar . Comigo funciona pois elas cansam depois de um tempo.
      Beijao

      Excluir
  7. Katia, mais uma vez chorei lendo seu post emocionante. Vc fez super bem em viajar e eu até estou pensando a respeito, mas ainda tô sem coragem... Vc tem razão, é sempre mais sofrido para nós mães do que para os bebês. Foi assim com o fim da amamentação, com a volta ao trabalho e, certeza, será assim quando eu finalmente conseguir viajar. Espero conseguir isso logo, pois estou muuuuito cansada e chegando no limite também...
    Obrigada por compartilhar esses seus momentos com a gente.
    Beijos em vc e nas suas fofas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, vai sim, nem que seja apenas 1 final de semana. Ja renova as energias e o casamento!
      Bjs

      Excluir
  8. Katia,

    adoro seu blog! Sou mãe de 2 meninas e estou grávida da 3 princesa.
    Eu "jogo nos 2 times", todo ano, no nosso aniversário de casamento viajo só com meu marido por 1 semana. Faz muito bem para o casal, mas quando me perguntam digo que se vale a pena se estivermos preparadas para deixar nossos filhos, sem (muito!!) sofrimento. Na primeira vez ficamos fora só 2 dias,não aguentei, e quis voltar pra casa!Mas com o tempo percebi que se eu estou bem, elas ficam numa boa... Hoje (elas tem 7 e 5 anos)acho que elas curtem muito ficar com a vovó e ser paparicada por todos os tios nos dias que estamos fora!
    Fazemos também,todos os anos, a viagem da família, todos participam!! Na primeira vez que a minha mais velha fez uma longa viagem ela estava com 1 ano e pouco e eu grávida... Claro que só dá certo se adaptarmos a viagem, roteiro etc.. as necessidades dos pequenos!
    Quando fomos para Disney a primeira vez elas tinham 2 e 3 anos, é puxado mas nos organizarmos antes, e deu tudo certo, elas amaram e nós também....

    Nu fundo, acho que nosso coração de mãe sabe sempre a hora certa...

    Bjs
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helena, mais uma princesa...que delicia e que coragem!Parabens!
      Beijao

      Excluir
  9. Kátia, muito bom ler seu sincero e verdadeiro relato, me identifiquei tanto com você principalmente na parte em que você diz que o ideal para VOCÊ é ficar perto delas na zona de conforto, comigo é a mesma coisa só me sinto bem e extremamente feliz se eu estiver com meu filho! É minha amiga, mas agora estou preparando meu psicológico para ficar quase 3 dias na maternidade "longe" do meu filho mais velho (5 anos ele vai ter), daqui 5 meses irei ganhar nosso segundo(a) herdeiro e querendo ou não vou ter que me afastar dele por uns dias lá na maternidade isso tem me tirado o sono, queria tanto ter em casa só para não ter que me afastar por esses dias...Só a gente sabe o que sentimos, né?Não tem jeito mas eu sei que no final tudo se ajeita e quem sofre mais de fato somos nós as mães!rs
    Super beijo e obrigada por compartilhar suas ricas experiências com a gente!!!
    beijos,
    Val, Gui e Baby

    ResponderExcluir
  10. Katia,

    Sou super a favor de viajar com os pequenos. Meu pequeno viajou a primeira vez com 6 meses. Com 10 meses fomos pra Disney e NY. No ano seguinte fizemos toda California e esse ano, ele tendo 3 anos fomos pra Australia. Voo longo, eu acabada e ele novinho em folha curtindo tudo.
    Com essa experiencia em viagens, posso te dizer que é um pouco mais facil viajar com ele pequenos, alem de mais barato, pois nao pagam voo. O Alvaro curtia tudo, eu levava papinha, comprava frutinhas, iogurtes..e nada como o carrinho pra sonecas. A gente sai da rotina sim, quando viaja, mas depois volta tudo ao normal. E ele curte demais!
    Agora, com 3 anos, ele ja tem vontade proprias...quer brincar nas pracinhas, quer ver o que interessa a ele. Entao precisamos nos adaptar a isso.
    E eu fico super orgulhosa quando ele reconhece um ponto turistico que viu, ou pede pra ir conhecer algum lugar.

    Concordo contigo que precisamos ter viagens a 2 tbem....ano passado viajamos por 9 dias e quase morri de saudades. Agora fizemos uma nova regra aqui em casa...ate 7 dias fora, tem a possibilidade dele nao ir junto, mas passou disso...o Alvaro embarca junto.

    Bjs, Francine

    ResponderExcluir
  11. Katia!! Estava ansiosa para ler seu post sobre esta viagem. Tambem tenho duas meninas e a mais nova esta c 03 meses. Sou super a favor do momento c o marido. Com a peimeira filha viajamos sem ela e sofri muito, mas em compensacao renovei as energias do meu casamento; foi especial. Antes da minha segunda filha nascer ja compramos uma viagem p nos dois no fim de outubro quando a mais nova estara c 09 meses e a mais velha c 06 anos!! Ate la estamos fazendo pequenos passeios c as duas e reservando a grande viagem p os dois! Confesso que estou c muito medo de ficar muito saudosa e nao apriveitar tanti, mas com certeza irei, sera bom para o casal e consequentemente para as meninas! Bj

    ResponderExcluir
  12. Manuela, vai tranquila, pelo menos a mais velha já é mais independente ne? eu super apoio as viagens a dois! beijao

    ResponderExcluir
  13. olá Katia, adoro seu blog, o conheci nos primeiros dias pós maternidade, no intervalo entre as mamadas, quando ficava sozinha e procurava tirar muitas dúvidas que começaram a surgir e me identifiquei muito com você.
    hoje ela está com 1 ano, e quando tinha 8 meses, e ainda amamentava, meu marido inventou uma viagem a NYC, fui pressionada por muitos, todos falavam que tinha que ir, que se não prejudicaria meu relacionamento, seria uma lua de mel que não tive, pois engravidei antes de casar.. Enfim fui sem querer ir, resultado, foi horrivel, pois além de não querer ir, teve o desmame repentino, nunca tinha dado a fórmula láctea. Quem tem que saber se a hora esta certa para viajar e deixa-los é a mãe mesmo, não estava e não estou preparada ainda e devia ter me respeitado, que cada um tem seu tempo, nem por isso é pior ou melhor mãe. Tenho amigas que viajam numa boa desde cedo sem os filhos e sentem-se seguras e aproveitam, e são excelentes mães também. E o pior de tudo foi quando eu cheguei minha filha,que ficou ótima com minha sogra, me ignorou por um dia, morri de chorar, meu marido viu meu sofrimento, acho que nunca mais vai me pressionar rs
    bjs

    Patricia

    ResponderExcluir
  14. Nossa chorei só de ler seu texto, pq ja estou sofrendo por antecedencia, ja que terei que viajar a trabalho em agosto e deixar minha filha de 1,5 ( terá) pela primeira vez, serão seis dias que imagino que parecerão 1 mês...não faço ideia de como vou lidar com isso tenho a impressão que será muito pior pra mim do que para ela...mas não tenho saida é trabalho.
    Enfim o jeito é enfrentar...
    bjo adoro seu blog
    Renata

    ResponderExcluir
  15. Chorei lendo seu relato. Só quem é mãe entende.. A gente muda tanto ao se tornar mãe!
    Minha filhinha está com 7 meses. Me dá saudade das viagens a dois, mas tenho zero de coragem de deixá-la. Voltei a trabalhar recentemente, o que está me deixando fora de casa por 12h, então resta quase nada de tempo com minha filha durante a semana, tudo muito corrido. Mas, graças a Deus, consegui continuar amamentando pela manhã e à noite, o que amo! Então, quando há uma folga, quero mais é ficar com ela e nem penso em desmamá-la ainda. Estou tentando planejar uma viagem junto com meus pais e sogros, pra eles cuidarem dela enquanto nós curtimos um pouco os dois. Vamos ver se dá certo! Boa sorte a todas as mamães! Beijos, Flávia

    ResponderExcluir
  16. Ola Katia..
    eu tb chorei lendo seu relato..
    Tenho uma menina de 1 ano e 7 meses e so viajei sem ela por 1 fim de semana qdo ela tinha 1 ano e 2 meses para eu conseguir parar de amamenta-la.. Tb fiquei ligando de hora em hora para a minha mae e ela ficou super bem. Agora estou gravida da 2a filha e vou viajar com meu marido por 15 dias e ja estou ficando tensa. Vamos ver como sera.. mas pelo que vc disse eh melhor aproveitar enquanto a outra nao nasce ne?
    Sobre a Disney, levei a minha Manu com 10 meses e ela se comportou mto bem nos voos.. ja. voltei com ela com 1 ano e meio e ela aproveitou muito.. lembra de tudo e fala que quer voltar pra la.. Com 2 deve ser mais complicado mas acho que com a alegrias delas agente passa por tudo numa boa...
    Te vi outro dia no shop Cidade Jardim e fiquei com vergonha de falar com vc... kkk
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nao acredito! que pena, ve se da proxima vez me chama! eu vivo nesse Shopping!
      beijao

      Excluir
  17. Várias amigas viajaram com as crianças bem pequenas para a Disney, seguem os blogs:

    O Heitor foi para a Disney com 11 meses: http://viagensdafamilialares.blogspot.com.br/2013/05/blogagem-coletiva-primeira-viagem-da.html

    A Ellerim foi para Buenos Aires com 5 meses: http://ellerimviajante.com.br/2013/05/blogagem-coletiva-a-primeira-viagem-da-nossa-familia-buenos-aires.html

    ResponderExcluir
  18. Oi Katia,

    obrigada por dividir conosco sua história.
    desde que meu bebê fez 5 meses deixo ele a cada dois meses (aproximadamente) uma semana em Joinville -SC na casa da minha sogra com a babá que está conosco desde que ele nasceu (hoje ele tem 1,1 mes)... dá saudades, mas ele é tao amado e querido no sul, alem disso confio muito nos avós e na minha babá (técnica em enfermagem com 40 anos de experiência), onde meu bebê fica é um lugar lindo cheio de árvores ... clube de golfe... bem diferente de onde moro em SP...
    Em setembro faremos uma viagem de 20 dias para a California, as vezes penso em desistir ... mas tem horas que fico segura e tranquila... Optamos por nao leva-lo por causa dos transtornos da viagem causadas a ele... percorreremos milhares de km de carro... nao acho isso legal para ele que esta na fase de engatinha e começar a andar... sem falar na alimentação dele que é super natural (arroz, feijao e bife)
    Tenho fé em deus e sei que o melhor acontecerá ao nosso filho neste período ... Amo muito ele, reflito muito sobre tudo, procuro dar amor a ele o tempo todo. Meu marido e eu queremos muito fazer esta viagem, pois estamos programando engravidar no próximo semestre... entao sei que as viagens a dois serão ainda mais difíceis
    Em marco/2014 levaremos nosso filho, o qual já deverá estar com 1,8 mês para a Disney... fazendo deste modo, uma linda viagem em família
    Espero nao falhar como mae e nao me sentir a pior das maes neste período, mas graças a Deus até hoje minhas experiências em deixar meu filho com os avós (amo minha sogra ela é uma segunda mae pra mim) + a babá de confiança foram 100% positivas, deus continuará nos guiando :)
    Coragem, fé e muito amor para todas!!!
    bjs

    ResponderExcluir

 
Minhas diKAs Baby © Copyright 2011 | Design por Katia Ouang. Codificado por Delikka.